Buscar
  • Projeta Comunicação

Brigas

*Excesso de brigas (eles brigam e começam a reconciliação na cama)

Parceiros que brigam o tempo todo durante a convivência e se reconciliam na cama, demonstram que as afinidades que possuem em comum estão resumidas à química que possuem no sexo. Isto não é suficiente para manter a relação, pois esta vai durar somente enquanto a atração física for predominante para ambos. É necessário ampliar o repertório afetivo desta parceria para além do sexo.

*Ciúme da ex

Ciúmes só envenena o relacionamento. Pode ter sua origem na insegurança e na autoestima rebaixada. Muitas vezes pode ser uma exigência amorosa, uma necessidade que o olhar do (a) parceiro (a) se volte para suas necessidades. Aquele que tem certeza do afeto do outro por si não precisa exigir garantias, ainda mais quando o ciúme está relacionado a um amor do passado que acabou. E se não acabou é preciso refletir o que você ainda está fazendo neste relacionamento em que o outro não está inteiro.

*Ex que atrapalha o novo relacionamento (a ex dele atrapalha e o ex dela, Márcio Garcia, vai voltar a morar com ela)

Ex que atrapalha a nova vida do antigo parceiro pode estar com dificuldade em aceitar o rompimento. Na maioria dos casos o que passou no passado ficou, por mais que a parte mal resolvida insista em continuar uma relação no qual o envolvido (a) já partiu pra outra. Ter confiança no próprio taco é condição para superar uma possível provocação deste (a) ex, que provavelmente não tolera frustação e está relutando pra aceitar que a relação acabou.

*Casal trabalhar no mesmo local atrapalha?

Depende. Para alguns trabalhar no mesmo local que o parceiro pode resultar em falta de discriminação, isto é, pode acontecer de o casal não conseguir separar ambiente familiar de ambiente profissional. Local de trabalho não deve ser lugar para Drs (discussão), não deve ser ambiente para exposição de intimidades da relação e em dias de brigas não se deve exigir dos colegas posicionamento algum. Entretanto, se o casal for maduro o suficiente pode ser benéfico.

*Falta de confiança um no outro

Se não há confiança no outro dificilmente há relacionamento verdadeiro. Conviver com alguém por quem se tem desconfiança é dormir com o inimigo, é não ter paz na relação. Mas é preciso estar atento se esta falta de confiança é real e concreta ou se é algo mais paranoico. A confiança é construída e compartilhada pelo casal, a dúvida gera instabilidade emocional para ambos.

*Romance vai e vem, como segurar a ansiedade... e por aí vai! Primeiramente é preciso se perguntar o que gera tanta instabilidade nesta relação que provoca tantas idas e vindas. Refletir se compensa estar envolvido com alguém que eleva o seu nível de ansiedade a ponto de haver um considerável desgaste emocional, pois a partir do momento que há um descontrole desse sentimento (ansiedade) é porque a angústia tomou conta. E refletir também os motivos que te levam a consentir com esta relação pouco sólida.

*Excesso de controle

Controle excessivo é nocivo ao relacionamento. É preciso compreender que o outro é um indivíduo livre e que por vontade própria está se relacionando com você. Que tem o direito de ir e vir, desejos e vontades próprias. Excesso de controle pode ter suas origens na insegurança e pode, em situações mais extremas, apontar para uma patologia na relação da ordem da obsessão.

*Insegurança

A segurança em um relacionamento é construída. É comum sentir-se um pouco inseguro no início da relação ou até em alguns momentos do relacionamento. Entretanto, se a insegurança é a base deste indivíduo ou desta relação significa que pode haver questões relevantes acontecendo que precisam ser olhadas com mais atenção. Insegurança excessiva pode significar autoestima rebaixada, pode ser indicativo de conflitos mais profundos.

*Ter objetivos de vida diferentes Para se manter um relacionamento estável é preciso que este casal compartilhe os mesmos objetivos de vida, na medida do possível. Isto não significa que precisam trabalhar na mesma área, nem ter os mesmos gostos, muito menos concordarem em tudo. Entretanto, ter objetivos de vida semelhantes pode propiciar maiores afinidades e mais experiências a serem compartilhadas.

*Monotonia, mesmice, na relação

Monotonia no relacionamento significa falta de investimento do casal na relação. A rotina não pode ser pretexto para o descuido e para o abandono da vida a dois. É necessário cultivar o enamorar (namoro), e sair do confortável, situação esta que representa algo que aparentemente está garantido. Com iniciativa de ambos é possível reviver a sensação de encantamento um pelo outro.


3 visualizações

Estou aqui para te ajudar a resolver seus problemas

© 2020 por Projeta Comunicação

ic_insta.png
ic_face.png
ic_youtube.png
ic_whats.png